Pages

quarta-feira, 18 de março de 2009

BLOGAGEM COLETIVA- O FILME DE SUA VIDA




Caso deseje participar:
1. Deixe seu nome e blog na caixa de comentários deste post até o dia 27 de abril;
2. leve um dos selos da coletiva ;
3. Faça um post sobre o evento no seu blog, contendo este passo-a-passo e divulgue o selo;
4. Prepare na data marcada - dias 29 e 30 de abril- um post falando sobre o filme , sobre a experiência de assistí-lo, o que marcou, o que quiser falar sobre ele. Trata-se do seu filme preferido e, e claro, você é quem manda.
Você se inscreve no blog Fio de Aridne, clique no Selo que está na barra ao lado!
Ana Laura, agora com um desafio, qual o filme de minha vida?

3 Palavras conexadas:

Nícholas Fernandes Gimenes disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhh já falei sobre o filme da minha vida!

Waking Life! este filme já falou td q eu queria falar.. quem assistir esse filme não precisa nem ler meu blog mais.

sobre Waking Life:
http://nicholasgimenes.blogspot.com/2008/07/filme-waking-life.html

gostei muito tb de Fight Club e Peaceful Warrior.. muito muito muito bons!

sobre Fight club:
http://nicholasgimenes.blogspot.com/2008/11/filme-clube-da-luta-fight-club-1999.html

sobre Peaceful Warrior:
http://nicholasgimenes.blogspot.com/2008/10/filme-poder-alm-da-vida-peaceful.html

mas tem vários.. gostei mto de Um homem de Família, Ultimo Samurai, 300, Matrix, Beleza Americana, O grande Ditador...

putz agora o filme da sua vida não tenho nem idéia... Titanic? hahaha brincadeirinha.. :-P

ana laura disse...

Nossa acertouuuuuu....adoro aquela cena que a pata Rose entende que ela acabou com a vida de uma pessoa por ficar egoisticamente flutuando em cima de uma porta e deixar a sua "paixão" morrer congelada! Obrigada Nicholas,,, risos,,,melhor mesmo são os filmes da Barbie que assisto sempre com minha irmã. Put's agora estou em dúvida!

Liane disse...

O filme da minha vida foi a "Espera de um milagre"...comecei a olhar além das aparências e descobrir belezas onde vemos maldades....mas entendi que não é participar aqui, só que não tenho blog! E sou rebelde!