Pages

domingo, 25 de janeiro de 2009


Me vejo sentada no chão e ao meu redor vários livros com páginas amareladas, uma eterna procura por você, a cada livro aberto uma esperança, mas, aonde será que você se encontra, em qual página da minha vida você se perdeu? Não existem respostas, apenas vou folheando, vou lendo e relendo e pensando e sentindo seu pulsar, a batida do seu coração, ainda sou capaz de ouvir sua respiração rente a minha. Penso entrelaçar seus dedos aos meus e um beijo roubado e consentido ao mesmo tempo em que sentido apenas por mim e minha imaginação. Ainda te espero, mesmo que o tempo siga seu destino natural, sinto que vou te encontrar. Enquanto isso não acontece, sigo as horas, uma mulher, a solidão junto com seus livros, discos e um café bem forte. Uma vida noturna de páginas e palavras, um quarto a meia luz, incensos e a mágia do mundo literário. Enquanto você não vem...Eu e minha imaginação.
Por Taty R. 25/01/2009 às 17:30 hrs.

1 Palavras conexadas:

Ana Laura! disse...

Entendo está espera, esta angustiante espera de quem quer algo especial, talvez não para vida toda, um momento apenas...mas que nesse se tenha encontrado um pedaço do céu!
As vezes penso em quantas escolhas que faço e que me afasta deste encontro, meu trabalho, meus sonhos, meus planos..tão certos como caneta no papel, não coloco brechas, não olho dos lados!
E quando me percebo inebriada por algo novo, me assusta como um vento cortante, ajeito o cabelo e aperto o passo, meu cérebro fala, agora não tenho tempo!...e é esta mulher que estou me tornando...uma poderosa mascara que encobre toda espera...relaxa ana, relaxa, meu coração sempre badala estas notas!
Por isso faz tão sentido o que vc falou: "Enquanto isso não acontece, sigo as horas, uma mulher, a solidão junto com seus livros, discos e um café bem forte."