Pages

terça-feira, 19 de agosto de 2008



Não há nada no ar ou em qualquer lugar.
Vejo a lua se desprendendo aos poucos...
Vejo o sol se apagando atrás do horizonte,
Sorrisos se esconde, perante aos olhares entristecidos
Dentro dos olhos há cristais de dor.
Em cada canto um olhar perdido...
Há em cada esquina um solitário esquecido,
E um gigante vai pintando a vida de cinza.
Os sons vão perdendo suas notas...
Em meio a tudo isso caminhamos sem nos notar...
Não existe mais abraços e nem toques....
A chuva que cai molha o corpo0 que vai perdendo sua vitalidades.
Aonde vamos parar??
A reposta está dentro de cada um de nós que alimentamos o gigante que ainda teima em pintar a vida de cinza....



By Taty Roéfero

1 Palavras conexadas:

Ana Laura disse...

Linda, ficou lindo.
Engraçado qdo nos deparamos com dias cinzentos..as vezes penso como Renato...tem derrepente um anjo triste perto de mim....
Eita...mas minha resposta vem no próximo post..é essa é para vc! beijcas